Tin Tức Mới 9 su 10 Ô tô Xe máy 368 utenti.

VC ESTÁ OUVINDO, A FORÇA DE UM IDEAL !

VC ESTÁ OUVINDO, A FORÇA DE UM IDEAL !
Esta semana o nosso diretor presidente do blog do danúbio e da rádio Geminin, esteve na secretaria de imprensa, onde foi acompanhado do jornalista Helvécio Martins e recebido pela assessora de imprensa do governo Cid Gomes, jornalista Cristiane Sales.

GEMININ WEB RÁDIO, 24 HORAS no AR com a MELHOR PROGRAMAÇÃO !

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Renata Vasconcellos vai oficializar casamento com diretor da Globo

0 comentários
  • Reprodução/TV Globo
    Renata Vasconcellos estreou no "Jornal Nacional" na segunda
    Renata Vasconcellos estreou no "Jornal Nacional" na segunda
A vida da apresentadora Renata Vasconcellos anda bastante corrida nesta semana. Além de voltar a bater o ponto diariamente na TV Globo por ter assumido a bancada do "Jornal Nacional", a jornalista corre com os preparativos da cerimônia que vai oficializar a união de três anos com o também jornalista Miguel Athayde.
"Vai ser uma cerimônia bem íntima no próximo final de semana, na casa dela no Leblon, só mesmo para família. Eles não chamaram ninguém para não ter aquela coisa de chamar um e não convidar o outro e aí criar um mal-estar desnecessário entre os amigos", contou uma pessoa próxima de Renata ao UOL.
 
O vestido que será usado por Renata na festa foi desenhado pela irmã gêmea da jornalista, a estilista Lanza Mazza.
 
O casamento com o diretor de jornalismo da Globo Rio é o segundo de Renata Vasconcellos. Durante 16 anos, ela foi casada com o empresário Harold Mac Dowell, de quem se separou no final de 2010. Ela é mãe de Antônio, de 15 anos e Miguel, de 13 anos. Miguel Athayde tem um filho de 10 anos da sua primeira união.
 
Estreia no "Jornal Nacional"
Renata Vasconcellos estreou como apresentadora titular do "Jornal Nacional", ao lado de William Bonner, nesta segunda-feira, com a segurança e desenvoltura de quem tem cerca de 20 anos de jornalismo e ganhou elogios dos telespectadores. Renata acumula também a função de editora-executiva do telejornal – Bonner é o editor-chefe.

Experiente nas bancadas de telejornais da GloboNews e no "Bom Dia Brasil", da TV Globo, Renata apresentou seu primeiro "JN" alternando sorrisos e seriedade, falando pausadamente e sem cometer deslizes. Entre os comentários do público nas redes sociais, repetiram-se elogios como "tem classe", "é bonita" e "fala suave".

Ratinho é indiciado por danos morais e pagará R$ 150 mil por ofender igreja de gays

0 comentários
Apresentador usou termos caluniosos para falar da igreja (Foto: Divulgação)
Segundo o site Notícias da TV, Ratinho mostrou imagens de uma câmera escondida num culto da igreja em duas edições do programa que comandava no SBT em 2003. Na ocasião, chegou a comentar as imagens dizendo que o local era frequentado por "viadinhos" e "viados" e que não tinha filial, mas "viadal".

Na ação judicial, o SBT também foi indiciado e terá que arcar com R$ 150 mil de indenização ao pastor Victor Orellana, fundador da Igreja Acalanto - Ministério Outras Ovelhas. Ao falar sobre a decisão, a emissora alega que ainda cabe recurso e recorrerá. 

Em 2011, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo considerou "jocosos" os termos usados por Ratinho. Ao discorrer sobre os motivos pelos quais teria dado ganho de causa ao requerente, o desembargador Fábio Quadros diz que ofensivo não foi o uso da palavra "gay", mas "o escárnio", a "chacota" e o "tratamento chulo e depreciativo sobre a fé professada pelo autor".

Os rótulos pejorativos teria extrapolado o direito à liberdade de expressão do apresentador. Quando levou o caso ao STJ, o SBT pediu a redução do valor indenizatório por danos morais, mas o recurso foi negado. Para o ministro, o valor de R$ 150 mil não pode ser considerado exorbitante, porque a ofensa ocorreu em rede nacional de televisão e foi feita por um "famoso apresentador". A decisão de Luís Felipe Salomão foi proferida no último dia 30 e publicada nesta quarta (5/11).

Fonte: Portal Imprensa 

Imprensa mossoroense destaca "apagão" no campus da UERN em Pau dos Ferros.

0 comentários

O jornal Gazeta do Oeste, de Mossoró, trouxe como destaque de capa, na edição desta quarta-feira (05), a suspensão das aulas no campus avançado da UERN, em Pau dos Ferros, fato ocasionado pela existência de problemas na rede elétrica da instituição acadêmica (Veja AQUI).

De acordo com a reportagem, os estudantes prejudicados realizaram um protesto contra o "apagão" que acometeu a instituição no período de 28 a 30 de outubro. Na noite de segunda-feira passada (03), os universitários promoveram caminhada, que saiu do campus em direção à Praça de Eventos do município, onde formaram o nome da instituição utilizando velas. O campus de Pau dos Ferros possui mais de 2.000 alunos.

Segundo as informações, o rompimento de um cabo elétrico e a falta de estrutura para distribuição de energia provocaram o "apagão". De acordo com o diretor do campus, Gilton Sampaio, alunos do turno da noite já tiveram que concluir provas com auxílio de iluminação de velas e celulares. "A falta de autonomia financeira nos impossibilita de executar as medidas em benefício do campus. O que a gente quer é o direito de dar aula", disse.

O diretor informou que o colegiado do campus deliberou paralisação das aulas, uma vez que não há condições de manter as atividades. "Entre 30% e 40% dos servidores estão atuando. Contudo, alunos de todos os turnos aderiram à paralisação. Não é uma greve. Se o problema for resolvido, eles voltarão às atividades", esclareceu.

A assessoria de comunicação da Uern divulgou uma nota onde informa que, em virtude da sobrecarga elétrica ocorrida na noite do dia 28 de outubro, que resultou em pane elétrica no Campus Avançado Maria Elisa de Albuquerque Maia, a Universidade vem adotando algumas medidas como: troca do disjuntor com vista a garantia de segurança das atividades; substituição do cabo de força que havia rompido; autorização para confecção do projeto de readequação elétrica do campus; contato com empresa especializada, para elaboração de orçamento preliminar, para execução do serviço; e recomendação de algumas medidas de gerenciamento do consumo elétrico no referido campus, conforme memorando no 191/2014/Proad.

Ainda por meio da nota, a Universidade salienta: "Isto esclarecido a administração superior da Uern espera contar com a compreensão da comunidade acadêmica do Cameam, no sentido de manter o funcionamento das atividades acadêmicas e administrativas nos diferentes turnos".

Quiabo, seus benefícios e diabetes. Veja mais

0 comentários
Você gosta de quiabo? Ele é rico em vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, minerais, proteínas e fibras.
Segundo um estudo da Unicamp em parceria com o Instituto Agronômico de Campinas, divulgado no final de 2012, o quiabo ajuda a reduzir o colesterol e controlar os níveis de açúcar no sangue. A baba do quiabo é rica em fibras solúveis, ajuda a controlar os níveis de glicose e aumenta a sensação de saciedade.
Água de quiabo
Baseados em estudo da Unicamp, três alunos da cidade de Patos de Minas, em Minas Gerais, estudaram a eficiência do quiabo no controle do diabetes em humanos. A pesquisa começou depois que uma amiga deles passou mal por ter a doença.
Com a orientação da professora de química, o grupo chegou à conclusão de que a água de quiabo ajuda a reduzir o nível de glicose no sangue. Os testes foram feitos com voluntários e muitos diminuíram ou até deixaram de usar medicamentos. Vale reforçar que nenhum deles deixou de fazer o acompanhamento médico depois de consumir a água.
Quer saber a receita? Anote aí:
1 . Lave dois quiabos e corte as pontas.
2 . Divida-os ao meio e coloque em um copo de água.
3 . Deixe descansar de 8 a 10 horas, no período da noite.
4 . Retire os quiabos e beba a água na manhã seguinte.
Lembre-se que o acompanhamento médico e o uso dos remédios devem ser mantidos e todos os tratamentos alternativos devem ser conversados com o especialista.

Fonte: Universo Jatobá

Modelo tira licença e quer apitar jogos da Série A italiana

0 comentários
(Foto: Reprodução / Internet)

O torcedor ganhou um belo motivo para acompanhar o futebol italiano. 

Isso porque a modelo Claudia Romani tirou um certificado que a permite apitar jogos de todas as divisões da Itália, até a Série B.

Mas a moça não quer parar por aí; a primeira divisão é o objetivo. Inclusive, Claudia cogita largar a carreira de modelo para se dedicar completamente ao futebol. 

Basta saber se a presença da gata em campo tiraria a concentração dos jogadores. 




 

Àrea que abrigaria projeto paisagístico vira estacionamento explorado por flanelinhas

0 comentários
estacioo
Este terreno da foto fica por trás da Santa Casa de Misericórdia e da antiga Emcetur, no Centro de Fortaleza.
A Secretaria do Turismo do Estado fez a limpeza, tirou entulhos e garantiu, no primeiro semestre deste ano, que o local ganharia um projeto paisagístico e viraria atrativo a mais num entorno que conta ainda com a movimentada avenida Leste-Oeste. 
Mas nada foi feito até hoje. O local agora é explorado como ponto de estacionamento pelos flanelinhas do pedaço.
(Foto – Carlinhos da Emcetur)

Crato-CE: Acusado de homicídio foi morto a tiros esta manhã no bairro Independência

0 comentários
Demontier Tenório
Samuel Salviano foi morto com quatro tiros dentro de sua oficina (Foto: Agência Miséria)
Mais um homicídio foi registrado na manhã desta quarta-feira em Crato se constituindo no quinto de ontem para hoje naquele município, onde 38 pessoas já foram mortas este ano. Por volta das 10h30min, na Rua São José, 95 no bairro Independência, o mecânico Samuel Salviano de Medeiros, de 44 anos, ali residente, foi assassinado com quatro tiros, sendo um na cabeça, outro no braço esquerdo, um no tórax e mais um nas costas, segundo o perito Henrique Granjeiro.

O Cabo C. Alves e os Soldados Dias e Mendonça do Ronda do Quarteirão estiveram no local, mas ninguém nas imediações soube informar algo relacionado com a autoria do crime afirmando terem ouvido apenas os estampidos de arma de fogo. Segundo consta no SIP (Sistema de Informações Policiais), Samuel Salviano respondia por envolvimento em um homicídio no município de Nova Olinda, dois crimes de portes ilegais de arma de fogo e um crime contra a fé pública.

No dia 15 de fevereiro de 2011 o mototaxista Francisco Muniz da Silva, de 30 anos, apelidado por “Lô”, foi assassinado a tiros na Rodovia Santana do Cariri, 38 (Bairro Mutirão) em Nova Olinda e, na época, a polícia apurou que Samuel seria o mandante desse crime de pistolagem. A vítima estava na porta de casa quando foi surpreendida pelo vigilante João Fernandes Sousa, de 33 anos, residente na Rua José Inácio Gomes, 352, em Juazeiro, que se aproximou efetuando os disparos.

O mototaxista respondia por um homicídio em São Paulo e morreu no Hospital de Nova Olinda, enquanto o assassino fugia na direção do posto de combustíveis São Sebastião na Avenida Perimetral Sul quando caiu da moto e se refugiou no estabelecimento. Na época, o Major Paulo Hermann informou que Samuel trabalhava como vigilante do posto e teria participado da trama dando guarida ao assassino que, também, foi preso. Samuel estava com uma pistola calibre 380 e dois revólveres calibres 38.

Prédio de 5 pavimentos é construído com garrafas PET em Petrolina, PE

0 comentários
Na construção, garrafas PET substituem tijolos e blocos (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)
Um prédio está sendo construído com garrafas PET no lugar dos tijolos e os blocos de cerâmica em Petrolina, no Sertão pernambucano. O imóvel ecologicamente correto é localizado no bairro Cohab VI, na Zona Oeste da cidade.

Para erguer a estrutura estão sendo utilizadas mais de 200 mil garrafas PET que iriam parar no lixo. São 1.500 m² de área, com cinco pavimentos, 16 metros de altura e oito apartamentos. As garrafas estão presentes nas paredes, teto, laje e até no piso. A ideia é do proprietário do edifício, o médico George Cavalcanti.

“Eu sempre tinha a curiosidade de ver as coisas sustentáveis. E me chegou aos ouvidos que um técnico em edificações no Rio Grande do Norte bolou essa ideia maravilhosa. A gente trouxe ele, que deu o pontapé inicial”, relatou o proprietário do edifício.

 A obra foi aprovada por engenheiros civis que garantem a segurança e as vantagens no uso desse material. “Uma vantagem é quanto ao carregamento da obra diminuído, já que a garrafa PET tem um peso bem menor do que o bloco cerâmico. Outra vantagem é o isolamento térmico. Aqui no Vale do São Francisco por exemplo a gente tem altas temperaturas e como a condutibilidade térmica da garrafa é menor do que a do tijolo ou bloco cerâmico, ela transmite menos calor da parte externa da obra para a edificação. Porém o maior ganho é que a gente tem é no ponto de vista ambiental”, explicou o engenheiro civil e professor, Sérgio Luís de Oliveira.

Esta não é a primeira obra do tipo idealizada pelo médico de Petrolina. Há dois anos ele construiu casas que ficam no bairro Vila dos Ingás, na área central da cidade.

Fonte: G1 PE

Com bebê de 3 dias em casa, rapaz diz que teria de matar criança para chegar ao céu

0 comentários
Minamar Júnior

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar (PM) foram mobilizadas para atender uma ameaça ao um bebê de apenas 3 dias. O fato aconteceu na tarde desta quarta-feira (5), na Rua Visconde de Pirajá, na Vila Nossa Senhora das Graças, próximo do Bairro Coophasul.
No local, um pedreiro, de 23 anos, que teve o nome preservado, seria usuário de drogas e após um surto comentou ter ouvido uma voz falando que ele precisava sacrificar uma criança para encontrar o caminho do céu.
Como entre os familiares, que moram com o jovem em uma‘vila’ de casas, há uma menina de 3 dias, os pais, temendo pela vida da filha, acionaram os bombeiros e a PM. A mãe da criança, prima do pedreiro, alegou que o parente não chegou a agredir a filha, mas como notou que ele estava fora de si, chamou por socorro para preservar o bebê.
O Corpo de Bombeiros conteve o jovem e assim que confirmado se tratar de problemas psicológicos, o encaminhou para a UPA (Unidades de Pronto Atendimento) Vila Almeida.

OAB e juízes lançam manifesto contra PEC da Bengala

0 comentários
A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e três entidades ligadas à magistratura lançaram nesta quarta-feira (5) um manifesto contra a PEC da Bengala, proposta de emenda à Constituição que amplia de 70 para 75 anos a idade limite para a permanência de juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores nas cortes.
O manifesto foi lançado uma vez que alguns integrantes do PMDB e do "blocão" (PTB, PSC, PR e Solidariedade) estão articulado a votação da matéria, que já foi aprovada em 2005 pelo Senado e desde 2006 está parada aguardando votação no plenário da Câmara dos Deputados.
Além da OAB, assinam o manifesto a Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e a Anamatra (Associação Nacional dos magistrados da Justiça do Trabalho).
De acordo com as entidades, esticar em cinco anos a aposentadoria compulsória de magistrados imobiliza a carreira, uma vez que quem está nos postos de comando ficarão mais tempo, impedindo a ascensão de juízes mais novos.
Além disso, ainda de acordo com as entidades, a PEC da Bengala impediria a oxigenação jurisprudencial dos tribunais, que demorariam mais para atualizar seus entendimentos sobre temas em que a sociedade já avançou.
Cinco dos dez ministros da composição atual do STF (Supremo Tribunal Federal) farão 70 anos de idade nos próximos quatro anos. Com isso, as discussões sobre a PEC da Bengala têm ganhado força desde a reeleição da presidente Dilma Rousseff.
Até o fim de seu segundo mandato, ela indicará seis ministros para o STF. Devido a isso, em 2016, somente um dos ministros da corte não terá sido escolhido por um governo do PT. No caso, Gilmar Mendes, indicado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
DA REDAÇÃO DO ESTADO ONLINE
Fonte: Folhapress
(AG)

Papa pede à Igreja rapidez em processos de anulação matrimonial

0 comentários
O papa Francisco pediu hoje (5) à Igreja rapidez no trâmite das ações de anulação matrimonial e defendeu a gratuidade do processo, informou o Vaticano. “Há tanta gente que necessita [disso] e que espera que a Igreja se pronuncie sobre a situação matrimonial. Alguns processos são tão longos e pesados que as pessoas se cansam e os abandonam”, disse o papa durante um encontro com os participantes de um curso sobre Justiça Canônica.
Segundo Francisco, a Igreja “tem que fazer justiça e dizer: ‘sim, é verdade, o teu casamento é nulo. Não, o casamento é válido’. Mas é justo dizê-lo”.
Durante o sínodo extraordinário sobre a família, que ocorreu em outubro no Vaticano, “houve propostas sobre a gratuidade que devem ser analisadas”, disse. “A Igreja é tão generosa que pode fazer justiça gratuitamente, como gratuitamente fomos perdoados por Jesus Cristo”, acrescentou o papa.
DA REDAÇÃO DO ESTADO ONLINE
Fonte: Agência Brasil
(AG)

Exército testa novo fuzil que substituirá o adotado há 50 anos

0 comentários
Tenente empunha novo fuzil do Exército, o IA2, o primeiro modelo desenvolvido e fabricado totalmente no Brasil e que substituirá o FAL, usado desde 1964 (Foto: Tahiane Stochero/G1)
O Exército está testando um novo fuzil que irá substituir o FN FAL (fuzil automático leve), de projeto belga, usado pelos militares desde 1964. Considerado o primeiro totalmente desenvolvido e produzido pela indústria nacional, o IA2 foi desenhado pela Imbel (Indústria de Material Bélico do Brasil, vinculada ao Ministério da Defesa), possui 85 centímetros e pesa 3,34 quilos - mais leve que o atual.

São 1.500 unidades que foram distribuídas em 2014 a 15 quartéis em 11 estados para serem submetidas a tiros diários em diversas condições e ambientes, da caatinga à selva amazônica, nas tropas de operações especiais e também em saltos de paraquedas.

O G1 acompanhou um teste de tiro da arma no 4º Batalhão de Infantaria Leve do Exército em Osasco, na Grande São Paulo, que recebeu 100 fuzis IA2. O modelo foi usado pelo quartel durante a Copa do Mundo para fazer a segurança de autoridades que desembarcavam no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Segundo o capitão Leonardo de Mello Barbosa, a fase de avaliação do novo fuzil deve ser finalizada entre novembro e dezembro, para que, a partir de então, ele passe a ser gradualmente comprado e distribuído nos quartéis do Exército. Cerca de 70% de todos os FAL devem ser trocados, afirma o Exército.

“O IA2 começou a ser desenvolvido pela engenharia da Imbel em 2008 a partir de percebermos uma necessidade do Exército de uma arma mais leve de calibre 5,56mm. Ele é um fuzil de assalto, em comparação com o FAL, que é um fuzil de batalha, e que tem um calibre mais pesado, de 7,62mm. Com o IA2 temos uma arma cerca de um 1,1 kg mais leve e também com maior volume de fogo, pois ele leva um carregador de 30 tiros em comparação com um de 20 tiros”, afirma o capitão Barbosa.

“Ele é muito fácil de operar e desmontar, por ter algumas semelhanças com o FAL, o soldado adaptou rápido. Também é mais ergonômico e a precisão do tiro é muito boa”, diz o tenente Eduardo Luiz dos Santos Henrique, de 26 anos, que já deu 200 disparos com a arma.

Uma das facilidades que o oficial percebeu foi na situação das rajadas automáticas: segundo ele, ao contrário do FAL e do Para-Fal (uma nova versão do FAL com coronha dobrável), os disparos não possuem a tendência a subir.
IA2 (verde, à frente) vai ser adotado pelo Exército após o término dos testes em 2014. O FAL (preto, ao fundo) é usado pela tropa há 50 anos (Foto: Tahiane Stochero/G1)

Com 4,4 kg e 1,10 m de comprimento, o FAL foi desenvolvido após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), época em que os combatentes ficavam distantes um do outro, explica o capitão Barbosa. O FAL foi desenvolvido para atingir alvos a até 600 metros. "A guerra mudou, agora o combate é aproximado e em áreas urbanas, exigindo um fuzil mais prático, flexível. Nosso alvo é para até 300 metros com o IA2", acrescenta ele.

Cada exemplar do IA2 custa cerca de R$ 5.500 e também será utilizado pela Marinha e pela Aeronáutica, que pediram mudanças de cor (a parte superior do cano da arma no modelo do Exército é verde, enquanto a Aeronáutica prefere azul e a Marinha, preta). Alguns países africanos, além de Uruguai, Nova Zelândia e Austrália, também demonstraram interesse em adquirir a arma.

O novo fuzil é considerado mais maleável por permitir acoplar mais acessórios que o FAL, como punhos táticos, lanternas, lunetas, miras e equipamentos de visão noturna.

“O FAL é armamento que temos no Exército até hoje, estamos acostumados já. Mas o IA2 chegou para mostrar que veio para substituir o FAL. É uma mais leve e precisa”, diz o sargento Reginaldo Pereira Barbosa, de 44 anos, e há 25 anos no Exército.

O sistema interno de funcionamento dos dois fuzis também é diferente: o FAL tem um ferrolho (conjunto que trava o disparo) de forma basculante, como de pistolas, enquanto que no IA2, a peça possui um trancamento bem mais leve.

Desde que o Exército começou a testar o IA2, militares passaram orientações e críticas para modificar algumas peças, como a rusticidade da tampa da caixa da culatra (que introduz a munição na câmara para o disparo). Soldados acabavam quebrando a tampa ao desmontar o novo modelo para manutenção, o que exigiu que o material fosse reforçado. Também foram feitas mudanças na proteção do botão que abria o carregador e que no FAL poderia provocar acidentes.

Uma chapa protetora também foi colocada internamente na área por onde sai o disparo para evitar o superaquecimento após o fuzil dar mais de 60 tiros, algo que gerava reclamações. A peça que prende a bandoleira (alça que prende a arma ao soldado), que ficava semi-solta e fazia barulho no FAL, é totalmente presa ao IA2 e facilita o manuseio.

Os técnicos da Imbel ainda querem fazer outras melhorias para os soldados e uma versão de calibre 7.62 está em fase de desenvolvimento para ser testado pela tropa em 2015. Uma das ideias é fazer uma coronha (a parte que fixa o fuzil no ombro do militar) que possa ser estendida ou reduzida, de acordo com a vontade do militar, segundo o técnico em armas José Ricardo de Souza.

Fonte: G1

Nove pessoas são mortas em Belém após assassinato de policial militar

0 comentários
Antônio Marcos Figueiredo foi morto a tiros quando chegava em casa (Foto: Reprodução/GloboNews)
Nove pessoas foram assassinadas na noite desta terça-feira (4) em cinco bairros de Belém, informou o secretário de Segurança Pública do Pará, Luiz Fernandes, em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (5). Inicialmente, a Polícia Militar havia informado que havia sete mortos. Os crimes ocorreram após o cabo da Polícia Militar Antônio Marcos da Silva Figueiredo, 43, ser assassinado a tiros perto da rua onde morava. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), as mortes têm características de execução. Os casos estão sendo investigados pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil para verificar a relação entre eles.

O cabo Antônio Figueiredo foi morto por volta das 19h30 de terça na Rua Augusto Corrêa, no bairro do Guamá. Ele estava chegando em casa, de acordo com sargento Silva Dias, quando foi abordado por três homens, que atiraram contra ele. Os criminosos fugiram e, até a publicação deste texto, ainda não haviam sido presos. Segundo o coronel Braga, da Corregedoria da PM, o cabo Figueiredo estava respondendo a um processo na Justiça comum por homicídio. Ele estava afastado das atividades por um problema de saúde.

Após a morte do PM, ainda na noite de terça, começaram a circular informações nas redes sociais de que estaria ocorrendo uma chacina nos bairros periféricos da cidade, e que dezenas de pessoas já haviam sido mortas. No entanto, o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves confirma apenas a morte de oito pessoas (o PM e outras sete vítimas) e informou que a identificação dos corpos será feita nesta manhã, com a chegada de familiares para auxiliar nos trabalhos.

Diversos vídeos e áudios de supostos tiros sendo disparados estão sendo publicados na internet e compartilhados entre moradores de Belém. Alguns perfis atribuídos a policiais convocavam para a "chacina". Uma mensagem de voz chegou a ser compartilhada por meio do aplicativo WhatsApp em que uma pessoa pedia para que moradores do bairro Guamá não saíssem de casa porque um policial havia sido morto e eles iriam fazer uma "limpeza" na área.

Na manhã desta quarta, outras informações atribuídas a criminosos diziam que haveria uma "revanche". Muitos moradores estão com receio de sair de casa.

Às 9h30, as hashtags #chacinaembelem, #guama e #belem estavam entre os assuntos mais comentados na rede social Twitter.

De acordo com a PM, quatro das mortes da noite de terça ocorreram no bairro Terra Firme, uma no Marco, uma no Guamá, uma no Jurunas e uma no Sideral. O Comando Geral da Polícia Militar acionou a Corregedoria da corporação para apurar as denúncias relativas aos casos e também determinou reforço das equipes através do Comando de Missões Especiais e do serviço de inteligência da PM.

Ainda segundo a PM, o Comandante Geral, coronel Daniel Mendes, também acionou o gabinete interinstitucional de segurança pública para monitoramento e controle da situação.

Fonte: G1 PA

MEU PAI SR.DANIEL FELIZ ANIVERSÁRIO 08 DE JUNHO 2013!